Seminário Perspectivas de Natureza

Departamento de Geografia - Universidade de São Paulo

junho 5, 2017 – junho 8, 2017


 

O Seminário Perspectivas de Natureza apresentará novas leituras da relação sociedade-natureza nas Ciências Humanas, e em especial na Geografia. A ideia é refletir sobre a pertinência desses aportes teóricos – considerando conceitos, categorias e métodos – para pensar processos relativos à questão ambiental na contemporaneidade.

As atividades do seminário compreenderão conferências, mesas redondas e sessões temáticas, com a participação de convidados nacionais e internacionais. Para apresentar trabalho no Seminário você deve submeter um resumo expandido direcionado para um dos eixos temáticos (modalidade) do evento. As sessões temáticas agruparão as apresentações individuais por afinidade e por eixo temático.

Clique aqui para acessar a Programação Completa do Seminário Perspectivas de Natureza.

Clique aqui para acessar nossa página no Facebook.


DESTAQUES DAS CONFERÊNCIAS

Conferência de abertura (5 de junho - 18 horas): Prof. Dr. Carlos Walter Porto-Gonçalves (Universidade Federal Fluminense)

Título: Geografia e Natureza: entre ciência, saberes e política.
A conferência abordará a história da relação entre Geografia e Questão Ambiental a partir de uma perspectiva crítica e comprometida com as lutas sociais.

Conferência de encerramento (8 de junho - 18 horas) Prof. Dr. Bruce Braun (University of Minnesota)

Título: Novos materialismos e economia política: levando a sério as forças terrestres.
A conferência irá explorar o que a abordagem dos novos materialismos oferece para a economia política por meio da discussão da produção de xisto betuminoso nas planícies do norte dos Estados Unidos. Mais especificamente, refletirá sobre por que as taxas de fatalidade no local de trabalho têm sido tão elevadas nesta região, uma questão sobre a qual economistas políticos e formuladores de políticas têm igualmente se debatido para encontrar uma resposta, em parte porque eles não compreendem as dinâmicas geofísicas e propriedades únicas da formação geológica subjacente. Por meio da reconstituição de como se dá o encontro da financeirização do setor petrolífero com uma formação geológica específica, serão identificadas contradições características destes campos petrolíferos que direcionam a aceleração da produção de petróleo e produzem elevados riscos ambientais para os trabalhadores do setor. Ao final, será feita uma reflexão sobre a recente ‘virada geológica’ no pensamento social e político, e sobre os desafios teóricos e metodológicos que a virada para a ‘materialidade’ apresenta para ambos, economia e ecologia política.

New materialisms and political economy: taking earth forces seriously

This talk explores what new materialism offers to political economy through a discussion of shale oil production in the northern plains of the United States. Specifically, the talk asks why rates of workplace fatalities have been so high in this region, a question that political economists and policy makers have equally struggled to answer, in part because they fail to understand the unique properties and geophysical dynamics of the underlying geological formation. By tracing how the financialization of the oil sector meets a specific geological formation, I draw out unique contradictions in these oilfields that drive the ‘speeding up’ of oil production and produce high-risk environments for oil workers. I conclude with a reflection on the recent ‘geological turn’ in social and political thought, and the methodological and theoretical challenges that the turn to 'materiality' presents to both political economy and political ecology.

Notícias

 

Hospedagem solidária

 

Clique aqui para acessar informações sobre Hospedagem Solidária no nosso evento.

 
Publicado: 2017-05-10
 
Outras notícias...

Informações sobre a Conferência



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .