Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Arte Latino-Americana na Educação Básica:uma proposta para o ensino decolonial
Simone Rocha Abreu

##manager.scheduler.building##: Prédio da Filosofia e Ciências Sociais da FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 111
Data: 2019-05-08 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-04-26

Resumo


Baseado em experiências vivenciadas como alunos da educação básica, e nas observações e reflexões durante dois programas de estágios obrigatórios do curso de Licenciatura em Artes, constatamos a falta da abordagem da arte latino-americana no ensino de arte, com exceção à arte brasileira. Este artigo tem como objetivo colaborar para reverter esse quadro, e assim fomentar o auto-reconhecimento do aluno com a identidade latino-americana, a partir do conhecimento dessas culturas e produções artísticas na educação básica. A partir do não reconhecimento dos próprios alunos como latino-americanos, verificado através de perguntas durante atividades de sondagem do estágio, podemos observar a consequência da falta desse conteúdo dentro da escola. Pensamos a partir daí possíveis estratégias pedagógicas de como a arte dos diversos países da América Latina poderia ajudar nesse processo de reconhecimento. No programa de estágio curricular para o ensino  médio elaboramos, em conjunto com discentes duas pinturas na mesma sala, inspirado no muralismo mexicano, e no estágio obrigatório com o ensino fundamental contextualizamos a arte dos povos originários, a colonial, e a moderna. Entendemos a partir dessa experiência que apenas aulas de estagio são poucas para o alcance de nosso objetivo, no entanto, propiciamos uma reflexão crítica sobre a ilusória hegemonia europeia que asfixia a nossa ancestralidade, e cria a fragmentação entre países, e culturas da América Latina.

 


Palavras-chave


Ensino; Arte; América-Latina; Currículo; Identidade.