Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Reflexão sobre a apropriação das TICS pelas mulheres negras
Thais Pereira Da Silva

##manager.scheduler.building##: Prédio da Letras/ FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 106
Data: 2019-05-09 02:00  – 05:00
Última alteração: 2019-04-25

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo refletir sobre a apropriação das Tecnologias de Informação e Comunicação pelas mulheres negras brasileiras, como estratégia para a disputa das narrativas sobre o grupo, ou seja, construir, organizar, registrar e disseminar as narrativas descolonizadoras. Os objetivos específicos são: 1. Determinar as narrativas colonizadas. 2. Identificar as potencialidades e fragilidades das TICs. 3. Verificar as disputas de narrativas com a apropriação das TICs pelas mulheres negras. 4. Analisar as publicações do site Blogueiras Negras 5. Levantar a recepção do conteúdo das Blogueiras Negras, a partir do número de visualização e compartilhamento dos posts. Um dos métodos de pesquisa utilizados no trabalho é o bibliográfico, mobilizando os conceitos das (os) seguintes autoras (es): Michel Foucault, Stuart Hall, Sueli Carneiro, Lélia Gonzalez, Raquel Recuero, entre outras (os). A pesquisa tem como corpus o site colaborativo Blogueiras Negras (www.blogueirasnegras.org). O período analisado é de março de 2013 a 31 de dezembro de 2017. Dessa forma, utiliza-se a “Análise do Discurso do Foucault” para examinar os dois textos mais visualizados de cada ano.

Palavras-chave


Mulheres negras brasileiras; TICs, Blogueiras Negras, Blogs, Mulher negra