Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Lutas contra a homofobia na América Latina: uma análise interseccional dos casos brasileiro e argentino
Alexandre Nogueira Martins

##manager.scheduler.building##: Departamento de História/FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 23
Data: 2019-05-07 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-04-26

Resumo


Partindo de contribuições de teóricas queer latinoamericanas e feministas latinoamericanas, o trabalho busca refletir interseccionalmente sobre a luta contra a homofobia na América Latina. Tem por objetivo, em primeiro lugar, considerar as contribuições teóricas latinoamericanas para pensar a violência contra populações não cisgeneras ou não heteronormativas na América Latina e a construção dessas práticas de violência desde nossas histórias de colonização. Em segundo lugar, tendo como base essas reflexões, busca compreender a diversidade de formas de lutas contra a homofobia na América Latina a partir da trajetória dos movimentos LGBT argentino (voltando-se sobretudo para a história da Comunidad Homosexual Argentina) e brasileiro (tendo como foco o Grupo Gay da Bahia e a Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Travestis - ABGLT). Levanta-se a hipótese de que as distintas formas do movimento argentino e brasileiro se relacionarem com o Estado e com seus aparelhos repressivos teria marcado a forma como concebem a reprodução da homofobia e da cisheteronormatividade em seus respectivos países e teria efeitos nas formas como se tem lutado entre os anos 1970 e 2000 nesses países contra a violência contra as populações não cisgêneras e/ou não cisheteronormativas. Realizando uma análise interseccional e comparativa entre essas trajetórias, consideram-se as possibilidades e os limites da atuação destes movimentos à luz das contribuições teóricas latinoamericanas para pensar a sexualidade e a violência homofóbica na América Latina.

Palavras-chave


Movimentos Sociais; Sexualidade; Interseccionalidade; Homofobia; Violência