Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
A América do Sul e a propaganda republicana na imprensa do Rio de Janeiro entre 1870 e 1874. Argentina, Chile e Uruguai como exemplos na construção do projeto republicano do Jornal A República.
Mariana Nunes de Carvalho

##manager.scheduler.building##: Departamento de História/FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 12
Data: 2019-05-07 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-04-26

Resumo


Este trabalho trata do estudo das propostas republicanas discutidas no jornal A República, que circulou no Rio de Janeiro entre 1870 e 1874. E tem como objetivo verificar e discutir como as repúblicas sul-americanas da Argentina, Chile e Uruguai eram apresentadas neste periódico e como serviam de modelo para o projeto republicano proposto.

Portanto, este artigo analisa como se dava, por meio destes redatores, a relação e a exemplificacão do projeto de república proposto ao Brasil com demais países da América do Sul.

Parte-se do pressuposto de que a fala contida nestes periódicos e a ideia de República defendida por estes homens citavam estes países da América serviam, assim como os Estados Unidos, como modelo e referência para a implantação do regime republicano no Brasil..

Para a construção deste trabalho, enfatiza-se, como objeto e fonte, o trabalho com periódico (o jornal). Parto do pressuposto da existência de uma dimensão política nas propostas estéticas construídas pelos redatores, na medida em que, como produtores de bens simbólicos estão sempre produzindo interpretações de uma dada realidade.[1] Para examinar o discurso político implícito nos jornais, utilizo o conceito de linguagem, explicitado por J.G.A. Pocock[2]. Para o autor, a linguagem é entendida como contexto.

Outro referencial teórico é Reinhart Koselleck e a sua História dos Conceitos. Para ele os conceitos não devem ser jamais tomados como um sistema textual autônomo, mas sempre relacionados a uma dada realidade social, um contexto, a serviço da compreensão histórica.

 


[1]BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 1989.

[2] POCOCK, .J. G. A . Linguagens do Ideário Político. São Paulo: EDUSP, 2003


Palavras-chave


Imprensa;Império; Rio de Janeiro; República; Projetos