Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Carleton Washburne e o Departamento de Estado dos EUA: a educação latino-americana em meio à política de boa vizinhança
Rafaela Silva Rabelo

##manager.scheduler.building##: Prédio da Letras/ FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 131
Data: 2019-05-08 02:00  – 05:00
Última alteração: 2019-05-03

Resumo


Em 1942, Carleton Washburne, um eminente educador dos Estados Unidos, realizou viagem de estudos pela América do Sul durante a qual percorreu Colômbia, Equador, Chile, Paraguai e Brasil. Por ocasião da viagem, Washburne ocupava a presidência da Progressive Education Association (PEA). Durante a missão, intermediou a criação de seções da New Education Fellowship (NEF) nos países que visitou na qualidade de membro correspondente daquela associação, cuja sede internacional ficava em Londres. Todavia, a viagem de estudos não era um projeto nem da PEA nem da NEF, consistindo em missão comissionada pelo Departamento de Estado dos EUA. Tratando a viagem de Washburne como fio condutor, o presente trabalho tem como objetivo identificar as conexões entre o Departamento de Estado, a PEA e os projetos vinculados à educação nos países latino-americanos. Entre as fontes analisadas estão correspondências e relatórios da PEA, sob a guarda do arquivo da Universidade de Illinois, e relatórios do Departamento de Estado, sob a guarda do National Archive. São mobilizadas as noções de circulação internacional (de sujeitos/ideias) e networks, explorando o jogo de escalas na constituição de uma história conectada. Dentre os resultados preliminares é possível identificar a constituição de redes compostas tanto por figuras políticas quanto por educadores nos países visitados por Washburne e o envolvimento do Office of Inter-American Affairs e da Division of Cultural Relations nos projetos educacionais. A discussão apresentada é um dos desdobramentos do projeto “Perscrutando o papel da Progressive Education Association na circulação da New Education Fellowship no Brasil (1920-1940)” (Processo FAPESP nº 2016/07024-0).

Palavras-chave


Política de boa vizinhança; Progressive Education Association; Departamento de Estado dos EUA; Educação