Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
O aproveitamento hidro elétrico do Rio Paraná como desafio a integração na Bacia do Prata: as divergências entre Brasil e Argentina nos anos 1970
Luiz Eduardo Pinto Barros

##manager.scheduler.building##: Prédio da Letras/ FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 223
Data: 2019-05-09 02:00  – 05:00
Última alteração: 2019-05-04

Resumo


Na passagem dos anos 1960 para 1970, Brasil e Argentina vivenciaram um impasse a respeito do aproveitamento hidrico do Rio Paraná. Na época, estavam avançadas as negociações entre Brasil e Paraguai para construir uma hidreletrica binacional próxima a fronteira argentina no curso do Rio Paraná. Tendo em vista que a Argentina é dependente economicamente do referido rio, esta buscou diferentes maneiras de impedir a viabilidade do projeto hidro elétrico de seus vizinhos, alegando que seria prejudicada por estar a jusante. No deccorer da década de 1970, as divergências entre Brasil e Argentina causariam tensão no âmbito interno dos dois países e exigiram habilidades diplomaticas de seus governos. Afinal, interesses internos, visando beneficícos econômicos, desejavam a integração entre Brasil e Argentina e que ganharia impulso a partir do Acordo Tripartite em 1979.

Palavras-chave


Energia; Política Externa; Interesses Internos; Diplomacia; Itaipu