Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Patrimônio, reparação e direitos humanos na América Latina e no Brasil: experiências e desafios
Gabriela Lopes Batista

##manager.scheduler.building##: Departamento de Geografia da FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 11
Data: 2019-05-08 02:00  – 05:00
Última alteração: 2019-05-03

Resumo


As transformações no campo do patrimônio cultural, ao longo principalmente das três últimas décadas, permitiram com que a questão dos direitos humanos agregasse como temática pertinente e necessária de reflexão e análise, uma vez que o contexto de ditaduras que muitos países latino-americanos experenciaram colocam no centro debates ligados ao trauma e à reparação. Nesse sentido, a proliferação de memoriais e museus e a patrimonialização de espaços ligados ao sofrimento atendem a uma demanda social que se refere não apenas a um encaminhamento de reparação a partir do reconhecimento do Estado, mas também de convidar a sociedade à reflexão e evidenciar o desejo de não repetição. Além disso, pensar as diferenças entre alguns países da América Latina como Argentina e Chile e o Brasil faz-se importante para apreender a especificidade do caso brasileiro, bem como os discursos atuais veiculados acerca da ideia de direitos humanos, de ditadura no país e deslegitimação das reinvindicações por reparação.


Palavras-chave


Patrimônio; Reparação; Direitos humanos; Brasil.