Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
O Papel dos Espaços Livres no resgate da Cidadania: O caso do Parque Fazendinha do Jardim Colombo, São Paulo
Ester Carro de Oliveira Bashalidis, Maria Amélia Devitte Ferreira D' Azevedo Leite

##manager.scheduler.building##: Departamento de História/FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 15
Data: 2019-05-07 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-04-26

Resumo


O presente trabalho apresenta um conjunto de reflexões sobre a efetividade dos espaços livres como elementos catalisadores do sentido de pertencimento no contexto da vida dos moradores de assentamentos urbanos precários, a partir da possibilidade de construções participativas de ideias e a realização coletiva de ações para sua apropriação como lócus privilegiado para o convívio, o lazer e o ócio criativo. Como objeto empírico, analisa-se o processo de recuperação de uma área degradada pelo despejo de resíduos, denominada de Fazendinha, localizada no Jardim Colombo, Zona Oeste da cidade de São Paulo, e remanescente da ocupação de antigo sítio por famílias de migrantes após a década de 40. Desde o resgate de um imaginário relacionado ao ambiente rural original, até a possibilidade de inserção de linguagens urbanas contemporâneas – a arte dos grafiteiros, por exemplo – passando por diversas áreas da cultura erudita e popular, bem como a conscientização ambiental, diversos métodos de trabalho aplicados em tentativas de requalificação da área são analisados e contrapostos a resultados verificados em outras localidades no Brasil e na América Latina. Alternativas de tratamento urbanístico e paisagístico são aventadas e analisadas  nas mesmas perspectivas, com vistas à busca de um maior enraizamento cultural na comunidade.


Palavras-chave


Espaços livres urbanos; Assentamentos precários; Processo participativo; Espaços degradados; Memória comunitária