Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
O fenômeno da superexploraçāo da força de trabalho na Argentina, Brasil e Uruguai do século XXI
Pedro Basso de Figueiredo, Carlos Magno Vasconcelos

##manager.scheduler.building##: Departamento de História/FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 11
Data: 2019-05-08 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-05-03

Resumo


No âmbito da presente pesquisa, analisa-se a validade explicativa da categoria “superexploração da força de trabalho” frente às mudanças nas condições de trabalho, salário, emprego e qualificação da mão de obra decorrentes das políticas adotadas pelos governos de orientação progressista no Brasil, Uruguai e Argentina durante as primeiras duas décadas do século XXI. A seleção desses países justifica-se pelos dados empíricos disponíveis à consulta e pelas similaridades que caracterizam o histórico de desenvolvimento dos mesmos e que, portanto, permitem comparações. Na primeira parte da pesquisa, analisa-se o desenvolvimento da categoria superexploração da força de trabalho segundo a Teoria Marxista da Dependência, ressaltando, sobretudo, as contingências históricas que influenciaram tal construção teórica. Na segunda parte, descreve-se o histórico de desenvolvimento socioeconômico dos países selecionados, enfatizando variáveis aptas à verificação das condições de trabalho, salário, emprego e qualificação da mão de obra nos mesmos. Na terceira parte, com base na revisão da literatura especializada e da exposição de dados disponíveis, investiga-se as políticas governamentais promovidas pelos governos de Lula e Dilma no Brasil durante os anos 2003 a 2013; Nestor e Cristina Kirchner na Argentina, entre 2003 e 2015; e Tabaré Vázquez e José Mujica no Uruguai entre 2005 e 2015, bem como seus respectivos resultados sobre os indicadores previamente selecionados. Por fim, é analisado o contrataste entre os dados empíricos colecionados nas seções anteriores e as formulações teóricas pertinentes à categoria analítica selecionada, com a finalidade de medir a validade desta.

Palavras-chave


Marxismo; Superexploraçāo; Desenvolvimento; Século XXI