Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
DIPLOMACIA E CULTURA POLÍTICA: OS DISCURSOS DAS DIREITAS NO BRASIL SOBRE TERRORISMO E O GOLPE NO CHILE (1971-1973)
Josiane de Paula Nunes

##manager.scheduler.building##: Prédio da Filosofia e Ciências Sociais da FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 113
Data: 2019-05-09 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-06-15

Resumo


Este artigo propõe-se à uma breve análise dos discursos das direitas brasileiras entre os períodos de 1971 e 1973. Busca-se compreender a cultura política presente neste grupo político (no governo militar), através de suas representações políticas em documentos oficiais, confidenciais e secretos que circulavam entre os Ministérios e Secretarias durante o Estado de Exceção. Com uma forte integração ideológica entre os Ministros e o Conselho de Segurança Nacional, as representações sobre a atuação das esquerdas no Brasil e em países da América Latina, e a consolidação de golpes militares no cone sul, principalmente no Chile, ampliou as discussões e fortaleceu a compreensão sobre como tais grupos conduziam suas representações sobre economia, terrorismo e segurança nacional. De representações políticas à políticas de Estado, a cultura política das direitas contribuiu para a discussão da ampliação e aperfeiçoamento da máquina burocrática muito além das fronteiras nacionais.

 


Palavras-chave


Ditaduras; Direitas; Política;Chile; Brasil;Cultura política