Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Futebol, Redemocratização e a Construção da Imagem do Jogador Rebelde: Brasil e Chile em Perspectiva Comparada (1974-1989).
Hugo da Silva Moraes

##manager.scheduler.building##: Prédio da Letras/ FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 103
Data: 2019-05-08 02:00  – 05:00
Última alteração: 2019-04-26

Resumo


O trabalho tem por objetivo o estudo comparado entre as representações dos discursos dos jogadores de futebol ao longo do processo de redemocratização no Brasil e no Chile.  Debateremos como a atuação, nos campos social, esportivo e político, de jogadores como os brasileiros Afonsinho e Sócrates, e os chilenos Carlos Caszely e Leonardo Véliz, foram importantes para a construção da imagem de “rebeldia” à ordem política vigente.

Para isso, analisaremos como os discursos dos jogadores fomentaram a construção da memória acerca do processo de redemocratização vivenciado no Brasil e no Chile. A partir da análise de obras biográfica e documentária, analisaremos o quanto estes discursos passaram a representar os anseios dos movimentos sociais da época e até que ponto representavam as perspectivas de democracia que permeavam e que, de certa forma, ainda permeiam a sociedade nos dias atuais.


Palavras-chave


Futebol; Ditadura; Redemocratização; Chile; Brasil