Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
“Do Trem da Copa (que não foi) ao Tren Maya (que ainda não é): sobre heranças ferroviárias, patrimônios culturais e o desenvolvimento turístico no Brasil e no México
Rita de Cássia Lana

##manager.scheduler.building##: Departamento de Geografia da FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 11
Data: 2019-05-08 02:00  – 05:00
Última alteração: 2019-05-03

Resumo


Objetiva-se apresentar uma análise comparativa de iniciativas passadas e presentes para estimular a visitação turística e o deslocamento ferroviário em Brasil e México, que visam ou visaram gerar incentivos ao desenvolvimento turístico e social, destacando-se problemas de gestão do patrimônio cultural presente nos dois terrítórios em suas semelhanças e diferenças. O escopo do estudo se pautou pelo enfoque na sustentabilidade das propostas e suas implicações para as populações envolvidas, os modelos de práticas turísticas e a problemática da mobilidade nos casos estudados. Constata-se a dificuldade dos agentes públicos, especialistas técnicos e demais envolvidos em superar deficiências estruturais e práticas políticas clientelistas arraigadas na cultura latinoamericana, que bloqueiam o alcance da sinergia requerida para efetivar projetos desta envergadura bem como um olhar que se dirija para os impactos de médio e longo prazo.

 


Palavras-chave


Palavras chave: Trens turísticos; Sustentabilidade sócio-ambiental; patrimônio cultural latinoamericano