Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Política Externa Brasileira e os Novos Acordos de Integração Econômica na América do Sul
Luis Fernando Baracho, Guilherme Fernandes

##manager.scheduler.building##: Departamento de Geografia da FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 8
Data: 2019-05-08 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-05-04

Resumo


O trabalho se propõe a analisar a política externa brasileira em relação à agenda econômica e comercial no processo de integração sul-americano entre os anos de 2015 e 2018. Partimos da hipótese de que a retomada da agenda econômica na política externa brasileira se deu de forma relativamente contínua independentemente do processo de impedimento ocorrido no Brasil em 2016. Os novos “Acordos de Facilitação e de Investimento” (ACFI) consolidados no início do segundo mandato de Dilma Vana Rousseff (2015-2016), com a condução de Mauro Luiz Iecker Vieira como Ministro de Relações Exteriores, demonstraram que a agenda econômica retomava a sua importância na formulação e condução da política externa brasileira. Terminado o processo constitucional de impedimento, o mandato de Michel Miguel Elias Temer (2016-2018), com a condução de José Serra Chirico (2016-2017) e depois de Aolysio Nunes Ferreira Filho (2017-2018) como Ministros de Relações Exteriores, apenas consolidou e reforçou tal direcionamento, levando-se em consideração o elevado número de tratados de natureza econômica celebrados no biênio presidencial.


Palavras-chave


América do sul; Mercosul; Acordo de investimento; Política externa