Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
Mecanismos regionais de integração e redução de assimetrias: um estudo comparativo entre IIRSA e FOCEM
Clarissa Correa Neto Ribeiro, Bárbara Carvalho Neves

##manager.scheduler.building##: Departamento de Geografia da FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 11
Data: 2019-05-07 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-05-02

Resumo


Este trabalho tem como objetivo debater a construção do cenário regional sul-americano a partir da ótica da infraestrutura regional. A I Reunião de Presidentes Sul-Americanos em 2000 criou a Iniciativa para a Integração da Infraestrutura Regional Sul Americana (IIRSA), inserindo pela primeira vez a temática em um espaço multilateral regional, posteriormente incorporada à Unasul. Em seus primórdios, a Iniciativa conviveu com uma conjuntura política favorável às iniciativas conjuntas, devido à aproximação ideológica dos países da região, conhecida como "onda rosa". Neste momento, buscou-se convergir esforços para a diminuição das desigualdades existentes entre os membros através do investimento em infraestrutura física. A preocupação com a redução das assimetrias também motivou a criação em 2004 do Fundo de Convergência Estrutural no âmbito do Mercosul (FOCEM), que em uma das suas diretrizes de atuação visava a atingir tais objetivos também a partir do investimento infraestrutural. Entretanto, ao analisarmos os resultados de ambas iniciativas, os estudos revelam que os principais países beneficiados durante os anos iniciais da IIRSA, 2000-2010, foram aqueles com maior capacidade financeira, como Brasil, Peru e Argentina, enquanto o FOCEM reverte a lógica de atuação do mecanismo ao estabelecer que os países com maior capacidade financeira, no caso Brasil e Argentina, devem aportar mais ao fundo, de modo a prover uma redistribuição entre os demais membros. Portanto, o objetivo deste trabalho é analisar os impactos dos mencionados mecanismos regionais para a integração e a redução de assimetrias entre os países da América do Sul a partir do investimento em infraestrutura. A metodologia aqui presente se baseia na análise documental dos dados disponíveis sobre ambos espaços regionais, assim como entrevistas realizadas.

Palavras-chave


integração; focem; iirsa