Conferências FFLCH - USP, I Congresso Internacional Pensamento e Pesquisa sobre a América Latina

Tamanho da fonte: 
A Midiatiazação da Política Externa Brasileira: um estudo de caso das relações Brasil-Bolívia em maio de 2006.
Eduardo da Nóbrega Monteiro

##manager.scheduler.building##: Departamento de Geografia da FFLCH - USP
##manager.scheduler.room##: Sala 8
Data: 2019-05-07 10:30  – 01:00
Última alteração: 2019-05-02

Resumo


A midiatização é um conceito trabalhado por Stig Hjarvard, que a define como um processo de dupla-face: a mídia é tanto semi-indepentende quanto integrada a outras instituições. A primeira face é a de que a mídia é uma instituição na qual as demais instituições devam se adaptar e a segunda face é de que a mídia está integrada a instituições, como família, religião e política. Dessa forma, a relação entre mídia e política externa se encontra no próprio processo pelo qual a mídia tem passado e o seu estudo tem se tornado cada vez mais relevante. É, por isso, que o artigo proposto estuda um dos casos mais emblemáticos do primeiro governo Lula, que foi a nacionalização dos hidrocarbonetos em maio de 2006, pela administração de Evo Moráles. Nesse momento, calorosos debates ocorrerem na sociedade brasileira, no que diz respeito à condução da política externa para a Bolívia e, no geral, para a América Latina. O artigo é dividido em duas partes: (i) debate teórico acerca da midiatização e de sua instrumentalização como lente analítica de política externa; (ii) estudo de caso Brasil-Bolívia. Selecionou-se o jornal o Globo impresso e foi implementada a metodologia de análise de valência, a fim de extrair a posição, do veículo, em gráficos. A partir da análise dos dados obtidos, percebe-se que houve uma forte tentativa de se influenciar o debate de maneira uníssona, o que se assemelha à espiral do silêncio de Elisabeth Nöelle-Neumann. O marco cronológico não só foi escolhido por ser o mês em que se nacionalizou os hidrocarbonetos, mas também por ser o de maior cobertura do Globo.

Palavras-chave


Midiatização, Política Externa Brasileira, Bolívia, Globo